O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
História

O município de Lajes se iniciou efetivamente no século XIX, mais especificamente em 1825, com a instalação de uma fazenda de propriedade de Francisco Pedro de Gomes Melo. Consequentemente, o local começou a se desenvolver, tornando-se ponto de descanso e parada obrigatória de boiadeiros que passavam por ali. Em 1895, Lajes tornou-se Distrito de Jardim de Angicos (emancipado de Angicos em 1880), criado por uma Lei Municipal datada de 26 de janeiro daquele ano.

O desenvolvimento do povoado se acentuou em 1914, com a chegada da estrada de ferro Sampaio Correia, inaugurado em 15 de setembro de 1918, hoje desativada. Ainda em 1914, através da Lei Estadual Nº 360, sancionada em 25 de novembro do corrente ano, a sede municipal foi transferida de Jardim de Angicos para Lajes e, em 03 de dezembro de 1923, através da Lei Estadual Nº 572, a criação do município de Lajes foi efetivada.

Um fato histórico em nossa cidade aconteceu no ano de 1928, com a disputa das eleições municipais. A jovem Luísa Alzira Teixeira Soriano, de 32 anos, com 60% dos votos, foi eleita a primeira prefeita da América Latina, ao vencer o senhor Sérvulo Pires Neto Galvão em eleição, empossada em 1º de janeiro de 1929.

Em 30 de dezembro de 1943, o Decreto Estadual Nº 268 alterou o nome do município para Itaretama, devido à abundância de pedras no local, voltando à sua denominação original em 11 de dezembro de 1953, através de Lei Estadual Nº 1032.

Na década de 50, por sucessivas Leis Estaduais, o município de Lajes chegou a ser subdividido em 06 distritos, todos desmembrados na década seguinte à categoria de município, sendo eles: Caiçara do Rio dos Ventos, Jardim de Angicos, Jandaíra e Pedra Preta. Já na década de 60, a Lei Estadual Nº 2971, de 29 de outubro de 1963, criou o Distrito de Firmamento, o único não emancipado, que faz parte do município até os dias atuais.

Atualmente, o município possui equipamentos urbanos, tais como Escolas Públicas, Unidades Básicas de Saúde e Praças Públicas, localizados em diversos bairros. Com aproximadamente 75% de saneamento básico em toda cidade, Lajes também disponibiliza energia elétrica tanto na zona urbana, como na zona rural. Os transportes mais utilizados no município são motos e carros particulares e de lotação, transportes escolares, além de bicicletas e até carroças. Telefonia celular, aparelhos de telefone fixo e serviços de internet, são os meus de comunicação existentes.

Acesso Rápido